Políticas Editoriais

Âmbito

Objetivos e Âmbito

A Acta Pediátrica Portuguesa (APP) é o órgão oficial da Sociedade Portuguesa de Pediatria e foi fundada em 1938.

O objetivo principal da APP é publicar artigos de elevada qualidade no âmbito dos aspetos clínicos, translacionais e experimentais das doenças pediátricas e materno-fetais. Através das seções categorizadas: Revisões, Estudos clínicos, Ciência básica, Perspectivas, Editoriais, Cartas ao Editor, Perspectivas, Casos Clínicos e Imagens em Pediatria, Recomendações ou Normas de Orientação Clínica, Cochrane Corner, Série de Casos.

O segundo objetivo da APP é facilitar e estimular a discussão e partilha de informações clínicas pertinentes entre médicos e outros profissionais de saúde preocupados com a Pediatria, doenças pediátricas e materno-fetais assim como questões éticas, económicas e sociais relacionadas com a Pediatria, constituindo-se ainda como um fórum para a disseminação de progressos em todas as áreas relacionadas com a Pediatria.

O público-alvo da revista inclui médicos, investigadores, enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos, gestores, psicólogos, epidemiologistas e especialistas em cuidados de saúde.   

A APP é publicada trimestralmente, e os artigos serão publicados tanto em versão impressa como eletrónica (online).

Todos os artigos da APP são publicados como Open Access sem taxas de processamento de artigos, graças ao apoio da Sociedade Portuguesa de Pediatria.

O rigor e a exatidão do conteúdo da APP, assim como as opiniões expressas, são da exclusiva responsabilidade dos autores.

 

Razões para publicação com a APP

  • Rapidez: Oferece publicação rápida, mantendo uma rigorosa revisão por pares;
  • Qualidade: Comprometida com os mais altos padrões de revisão por pares;
  • Indexada no Repositório Científico de Acesso Aberto em Portugal (RCAAP);
  • Indexada em ÍndexRMP;
  • Acesso Livre - visibilidade máxima;
  • Sem custos: sem quaisquer encargos de publicação.
 

Liberdade editorial

A APP adopta a definição de liberdade editorial do ICMJE descrita pela World Association of Medical Editors, que afirma que o editor-chefe assume completa autoridade sobre o conteúdo editorial da revista. A Sociedade Portuguesa de Pediatria enquanto proprietária da APP não interfere no processo de avaliação, seleção, programação ou edição de qualquer manuscrito, tendo Editor-Chefe total independência editorial.

 

Visão geral

A APP rege-se de acordo com as normas de edição biomédicas elaboradas pela International Commitee of  Medical Journal Editors (ICMJE), disponíveis em http://www.ICMJE.org e do Committee on Publication Ethics (COPE).

A política editorial da APP incorpora no processo de revisão e publicação as Recomendações de Política Editorial (Editorial Policy Statements) emitidas pelo Conselho de Editores Científicos (Council of Science Editors), disponíveis em http://www.councilscienceeditors.org/i4a/pages/index.cfm?pageid=3331, que cobre responsabilidades e direitos dos editores das revistas com arbitragem científica.

Estas normas estão em conformidadecom Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing and Publication of Scholarly Work in Medical Journals (ICMJE Recommendations), disponíveis em: http://www.icmje.org/recommendations/

 

Orientação para Apresentação de Estudos

Os textos devem ser preparados de acordo com as orientações do International Committee of Medical Journal Editors: Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing and Publication of Scholarly Work in Medical Journals (ICMJE Recommendations) disponíveis em http://www.icmje.org.

A APP recomenda as linhas orientadoras para publicação da EQUATOR network (http://www.equator-network.org). As listas de verificação estão disponíveis para vários desenhos de estudo, incluindo:

  • Randomized controlled trials (CONSORT)
  • Systematic reviews and meta-analyses* (PRISMA) and protocols (PRISMA-P)
  • Observational studies (STROBE)
  • Case reports (CARE)
  • Qualitative research (COREQ)
  • Diagnostic/prognostic studies (STARD )
  • Economic evaluations (CHEERS)
  • Pre-clinical animal studies (ARRIVE)

* Os autores de revisões sistemáticas também devem fornecer um link para um ficheiro adicional da seção 'métodos', que reproduz todos os detalhes da estratégia de pesquisa.

Os critérios de aceitação para todos os trabalhos são a qualidade e originalidade da investigação e seu significado para os leitores da APP. Exceto onde indicado de outra forma, os manuscritos são submetidos a peer review cego por dois revisores anónimos. A aceitação ou rejeição final cabe ao Editor-Chefe, que se reserva o direito de recusar qualquer material para publicação.

Os manuscritos devem ser escritos em estilo claro, conciso, direto, de modo que sejam inteligíveis para o leitor. Quando as contribuições são consideradas adequadas para publicação com base em conteúdo científico, o Editor-Chefe reserva-se o direito de modificar os textos para eliminar a ambiguidade e a repetição, e melhorar a comunicação entre o autor e o leitor. Se forem necessárias alterações extensivas, o manuscrito será devolvido ao autor para revisão.

Os manuscritos que não cumpram as instruções para autores podem ser devolvidos para modificação antes de serem revistos.

 

Critérios de autoria e formulário de autoria

Como referido nos Requirements ICMJE, a autoria requer uma contribuição substancial para o manuscrito, sendo necessário especificar, em carta de apresentação, o contributo de cada autor para o trabalho.

Declaração das contribuições individuais assinada por cada autor.

Todos aqueles designados como autores devem cumprir os quatro critérios para autoria, em baixo indicados e todos aqueles que cumprem os quatro critérios devem ser identificados como autores. Os colaboradores que não cumpram os quatro critérios para autoria mas que tenham contribuído para o estudo ou manuscrito, deverão ser reconhecidos na secção de Agradecimentos, especificando o seu contributo.

Cada manuscrito deve ter um “Autor Correspondente”. Porém, todos os autores devem ter participado significativamente no trabalho para tomar responsabilidade pública sobre o conteúdo e o crédito da autoria.

O autor correspondente deverá obter permissão por escrito de todos aqueles que forem mencionados nos agradecimentos.

Autores são aqueles que:

  1. Têm uma contribuição intelectual substancial, directa, no desenho e elaboração do artigo, 
  2. Participam na análise e interpretação dos dados;
  3. Participam na redacção do manuscrito, revisão de versões e revisão crítica do conteúdo; aprovação da versão final;
  4. Concordam que são responsáveis pela exactidão e integridade de todo o trabalho.

Além de ser responsável pelas partes do trabalho que tenha feito, um autor deve ser capaz de identificar quais dos co-autores foram responsáveis pelas outras partes específicas do trabalho.

A obtenção de financiamento, a recolha de dados ou a supervisão geral do grupo de trabalho, por si só, não justificam a autoria.

 

Autoria de grupo:

Quando um grande grupo de autores realiza um trabalho, este grupo deve decidir, antes de iniciar o trabalho, quem serão os autores listados como tal nos manuscritos a submeter para publicação.

Todos os membros do grupo listados como autores devem cumprir os quatro critérios de autoria - incluindo a aprovação da versão final do manuscrito - e devem ser capazes de se responsabilizar publicamente pela totalidade do trabalho dos outros autores do grupo. Individualmente, todos os membros do grupo deverão completar o formulário sobre declaração de conflitos de interesse.

Alguns grupos, particularmente quando são numerosos, atribuem a autoria do trabalho ao nome do grupo, listando ou não nomes individuais. Ao submeter um manuscrito cuja autoria seja um grupo, o autor correspondente deverá especificar o nome do grupo, se existir, e identificar claramente quais os membros do grupo que podem receber crédito e assumir a responsabilidade pelo trabalho como autores. Quando os autores publicam em nome de um grupo, os membros do grupo devem ser listados em apêndice.

Se um medical writer esteve envolvido na redação do manuscrito, é necessária uma declaração assinada pelo autor correspondente com indicação do nome e se houve o financiamento dessa pessoa. Esta informação deve ser acrescentada na secção Agradecimentos. Exigimos declarações assinadas pelo medical writer indicando que dá permissão para ser nomeado na secção Agradecimentos.

 

Alterações na autoria

Os autores devem entre si determinar a ordem de autoria e resolver quaisquer discordâncias antes de submeterem os seus manuscritos para publicação. As alterações na autoria (seja na ordem ou número de autores) devem ser discutidas e aprovadas por todos os autores. Quaisquer pedidos de alteração da autoria após a submissão do manuscrito inicial e antes da publicação devem ser explicados por escrito ao editor, em e-mail com conhecimento a todos os autores.

Qualquer alteração na autoria após a submissão deve ser aprovada por escrito por todos os autores.

Alterações à autoria ou a ordem dos autores não são aceites após aceitação do manuscrito.

 

Papel do Autor Correspondente

O autor correspondente funcionará em nome de todos os co-autores como o correspondente preferencial com a equipa editorial durante o processo de submissão e revisão.

O autor correspondente em nome de todos os co-autores é responsável pela comunicação com a revista durante a submissão, peer review e processo de publicação. Também é responsável por assegurar todos os requisitos administrativos da revista (fornecimento de detalhes de autoria; aprovação da comissãode ética; formulários de conflitos de interesse; consentimento informado).

 

Documentos necessários

Antes da submissão de um artigo, os autores devem preparar:

  1. Carta de apresentação (modelo disponível em http://actapediatrica.spp.pt/), redigida e assinada pelo autor correspondente, que deve justificar o interesse da publicação do artigo na APP; referir que o artigo é original, que só foi submetido para publicação na APP e que não foi publicado anteriormente; referir que o manuscrito cumpre a estrutura e normas de estilo adotadas pela APP; referir que o trabalho está em conformidade com os princípios éticos e legais (cumpriu as recomendações da Declaração de Helsínquia da Associação Médica Mundial e foi avaliado e aprovado por comissão de ética, se estudo original); e indicar quais as fontes de financiamento.
  2. Declaração de responsabilidade autoral (modelo disponível em http://actapediatrica.spp.pt/), preenchida pelo autor correspondente e assinada à mão por todos os autores do trabalho, e onde se declara que todos cumprem critérios de autoria e se especifica a contribuição de cada um para o trabalho; que todos leram e tiveram acesso a todos os dados do estudo; que todos aceitam a responsabilidade pela validade dos dados; que todos estão de acordo com o conteúdo do artigo e sua submissão à APP; que todos aceitam a cedência de direitos autorais e concordam com a disponibilização do manuscrito em papel e online. Apesar de os editores e revisores desenvolverem esforços para assegurar a qualidade técnica e científica dos manuscritos, a responsabilidade final do conteúdo (nomeadamente o rigor e a precisão das observações, assim como as opiniões expressas) é da exclusiva responsabilidade dos autores, aos quais pertence a propriedade intelectual dos artigos.
  3. Declaração de Conflitos de Interesse (Modelo ICMJE, disponível em http://actapediatrica.spp.pt/). Os autores devem declarar potenciais conflitos de interesse que possam introduzir viés ou ser vistas como viés na condução de seu trabalho, na declaração modelo ICMJE, preenchida individualmente. Neste contexto, os autores são obrigados a divulgar quaisquer relações financeiras e pessoais que existam relativamente ao trabalho que é submetido. Devem igualmente identificar eventuais benefícios que possam vir a estar associados à publicação do artigo, incluindo: ações ou interesses financeiros em empresas ou outras instituições, salários ou prémios, bolsas de estudo ou outras formas de financiamento, consultorias, direitos de patentes ou quaisquer outros tipos de relações financeiras.

Quaisquer outras relações pessoais, profissionais, políticas, religiosas, ou de qualquer outro tipo que os leitores possam considerar passíveis de influência em relação ao artigo em publicação deverão igualmente ser reportadas. Esta informação será mantida confidencial durante a revisão do manuscrito e não influenciará a decisão editorial, mas será publicada com o artigo se este for aceite.

A existência de conflitos de interesse para publicação de um artigo não constitui motivo para a sua rejeição, desde que tais conflitos de interesse sejam devidamente declarados. Em caso de dúvida sobre o que constitui um interesse financeiro ou pessoal relevante, os autores devem contactar o Editor-Chefe.

 

Consentimento dos Doentes

Os autores são responsáveis por obter o consentimento informado relativamente a cada indivíduo presente em fotografias, vídeos descrições detalhadas ou em radiografias ou ecografias, mesmo após tentativa de ocultar a respetiva identidade. Nomes, iniciais ou outras formas de identificação devem ser removidos das fotografias ou outras imagens. Devem ser omitidos dados pessoais, como profissão ou residência, exceto quando sejam epidemiologicamente relevantes para o trabalho. Os autores devem assegurar que não apresentam dados que permitam identificação inequívoca ou, caso isso não seja possível, devem obter o consentimento informado dos intervenientes.

Estudos em doentes ou voluntários precisam de aprovação da comissão de ética e consentimento informado dos participantes. Estes devem ser documentados no artigo.

As barras "Blackout" ou dispositivos similares não anonimizam doentes em imagens clínicas: é necessário o apropriado consentimento.

 

Submissão e Publicação Duplicadas

A APP não aceita material previamente publicado em forma impressa ou electrónica ou manuscritos em consideração em outra revista.

A APP endossa as políticas do ICMJE em relação à duplicação de publicações (http://www.icmje.org/recommendations/browse/publishing-and-editorial-issues/overlapping-publications.html).

 

Política de Plágio

Seja intencional ou não, o plágio é uma violação grave. Definimos plágio como reprodução de outro trabalho com pelo menos 25% de similaridade e sem citação. A monitorização dos manuscritos para a ocorrência de plágio faz parte do processo de revisão da APP. Se for encontrada evidência de plágio antes / depois da aceitação ou após a publicação do artigo, será dada ao autor uma oportunidade de refutação. Se os argumentos não forem considerados satisfatórios, o manuscrito será retratado e o autor sancionado pela publicação de trabalhos por um período a ser determinado pelo Editor.

 

Publicação Fast-Track Publication

Um sistema fast-track está disponível para manuscritos urgentes e importantes que atendam aos requisitos da APP para revisão rápida e publicação.

Os autores podem solicitar a publicação rápida através do processo de submissão de manuscritos, indicando claramente a razão por que o seu manuscrito deve ser considerado para revisão acelerada e publicação. O Conselho Editorial decidirá se o manuscrito é adequado para publicação rápida e comunicará sua decisão dentro de 48 horas. Se o Editor-Chefe achar o manuscrito inadequado para publicação rápida, o manuscrito pode ser proposto para o processo normal de revisão, ou os autores podem retirar a sua submissão. A decisão editorial sobre manuscritos aceites para revisão rápida será feita dentro de cinco dias úteis.

Se o manuscrito for aceite para publicação, a APP terá como objetivo publicá-lo eletronicamente em 16 dias.

 

Custos de Publicação

Não haverá custos de publicação (não tem taxas de submissão nem por publicação das imagens a cores).

 

Provas Tipográficas

As provas tipográficas serão enviadas aos autores, contendo a indicação do prazo de revisão em função das necessidades de publicação da APP. A revisão deve ser aprovada pelo autor responsável pela correspondência. Os Autores dispõem 48 horas para a revisão do texto e comunicação de quaisquer erros tipográficos. Nesta fase, os Autores não podem fazer qualquer modificação de fundo ao artigo, para além das correções de erros tipográficos e/ou ortográficos de pequenos erros.

O não respeito pelo prazo proposto desobriga a APP de aceitar a revisão pelos autores, podendo a revisão ser efetuada exclusivamente pelos serviços da APP.

 

Epub Ahead of Print (artigos aceites para publicação)

A APP para alguns artigos selecionados aceites para publicação publica-os online antes da sua publicação definitiva em uma edição impressa e eletrónica. Os artigos estão, portanto, disponibilizados assim que estiverem prontos, em vez de ter que aguardar o agendamento num próximo número. Os artigos aceites foram completamente revistos e aprovados para publicação, mas ainda não foram agendados para publicação. Mas terão um digital object identifier (DOI), que permite que o artigo seja citado e rastreado antes de ser alocado a um número da revista. Após a publicação definitiva, o DOI permanece válido e pode continuar a ser usado para citar e aceder o artigo. Mais informações sobre DOIs podem ser encontradas em http://www.doi.org/faq.html

 

Erratas

A APP publica alterações, emendas ou retrações a um artigo anteriormente publicado, se, após a publicação, forem identificados erros ou omissões que influenciem a interpretação de dados ou informação. Alterações posteriores à publicação assumirão a forma de errata.

 

Retratações

Revisores e Editores assumem que os autores relatam trabalho com base em observações honestas. No entanto, se houver dúvidas substanciais sobre a honestidade ou integridade do trabalho, submetido ou publicado, o editor informará os autores da sua preocupação, procurará esclarecimento junto da instituição patrocinadora do autor e / ou instituição empregadora. Consequentemente, se estes considerarem o artigo publicado como fraudulento, a APP procederá à retratação. Se, este método de investigação não obtiver uma conclusão satisfatória, o editor pode optar por conduzir a sua própria investigação, e pode optar por publicar uma nota de preocupação sobre a conduta ou integridade do trabalho.

 

Patrocínios

Os patrocinadores da revista são empresas da indústria farmacêutica ou outras que geram receitas através da publicidade. A publicidade não poderá pôr em causa a independência científica da revista nem influenciar as decisões editoriais e terá de estar de acordo com a legislação geral e específica da área da saúde e do medicamento. Outras despesas são suportadas pela Sociedade Portuguesa de Pediatria.

 

Nota final – para um mais completo esclarecimento sobre este assunto aconselha-se a leitura das Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing and Publication of Scholarly Work in Medical Journals do International Commitee of Medical Journal Editors), disponível em http://www.ICMJE.org

 

Políticas de Secção

Artigos Originais

Os artigos originais devem incluir as seguintes secções: Introdução, Material e Métodos, Resultados, Discussão com Conclusão. No final da Discussão devem ser apresentados, em resumo, um a cinco pontos a realçar “O que este estudo traz de novo”. Agradecimentos (se aplicável), Referências, Tabelas e Figuras.

Os artigos originais não devem exceder 4000 palavras (excluindo as referências e as legendas de ilustrações), até seis ilustrações (tabelas, figuras) e até 60 referências. Um resumo estruturado da mesma forma que o texto principal com o máximo de 250 palavras.

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Artigos de Revisão

Os artigos de revisão são artigos abrangentes que sintetizam ideias antigas e sugerem novas. Abrangem áreas amplas. Podem ser de ciência clínica, investigação ou básica. Embora geralmente por convite do Editor-Chefe, ocasionalmente aceitamos artigos de revisão não solicitados sobre assuntos importantes ou sobre avanços recentes. Antes de submeter uma revisão, pedimos que envie ao Editor-Chefe um breve esboço (não mais de 500 palavras) indicando a importância e novidade do assunto, e por que está qualificado para escrevê-lo. Um convite para submissão não garante aceitação.

Os artigos de revisão não devem exceder 4000 palavras (excluindo o resumo, as referências e as legendas de ilustrações), seis ilustrações (tabelas, figuras) e até 75 referências. Um resumo não estruturado com o máximo de 350 palavras.

 

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Revisões Sistemáticas e Meta-Análises

O texto não deverá exceder 4000 palavras, excluindo um resumo estruturado (máximo de 350 palavras). Não poderá incluir mais de 80 referências, e até seis ilustrações (tabelas, figuras).

As revisões sistemáticas podem ou não utilizar métodos estatísticos (meta-análises) para analisar e resumir os resultados dos estudos incluídos.

As Revisões Sistemáticas podem ser apresentadas no formato Introdução, Métodos, Resultados, Discussão. O assunto deve ser claramente definido. O objectivo de uma revisão sistemática deve ser produzir uma conclusão baseada em evidências. Nos Métodos devem fornecer uma indicação clara da estratégia de pesquisa da literatura, extracção de dados, classificação das evidências e análise. Deve ser seguida a normativa PRISMA (http://www.prisma-statement.org/).

Recomenda-se que todas as revisões sistemáticas sejam registadas no PROSPERO (http://www.crd.york.ac.uk/PROSPERO/).

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Casos Clínicos

O relato de Casos Clínicos deve incluir as seguintes seções: Introdução, Caso Clínico e Discussão. No final da Discussão devem ser apresentados, em resumo, um a cinco pontos a realçar “O que este caso ensina”.

 O texto não poderá exceder 2000 palavras (excluindo o resumo, as referências e as legendas de ilustrações), quatro ilustrações (tabelas, figuras) e não poderá exceder as 25 referências bibliográficas. Deve incluir um resumo não estruturado, que não exceda 150 palavras.

Não devem ter mais de cinco autores e todos devem ter tido uma contribuição individual substancial para a redação do manuscrito e não estar envolvidos apenas nos cuidados ao doente. Os que unicamente estiveram envolvidos nos cuidados ao doente devem ser listados nos Agradecimentos.

Deve ser seguida a normativa CARE (http:// www.care-statement.org/).

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Séries de Casos

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Editoriais

Os Editoriais são da responsabilidade do Conselho Editorial ou solicitados por convite do Editor-Chefe e constituirão comentários sobre tópicos atuais ou comentários sobre artigos publicados na revista. Não devem exceder as 1200 palavras (excluindo as referências e as legendas de ilustrações), um máximo de 15 referências bibliográficas e podem conter uma ilustração (tabela ou figura). Não têm resumo.

Não Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Não Seleccionado Revisto pelos Pares

Cartas ao Editor

As cartas ao Editor consistem em comentários críticos sobre um artigo publicado na revista ou uma nota curta sobre um determinado tópico ou caso clínico. Cartas ao Editor não devem exceder 600 palavras (excluindo as referências e as legendas de ilustrações), e 10 referências e pode conter uma figura ou tabela. Não têm resumo.

Se for um comentário crítico sobre um artigo publicado, devem seguir a seguinte estrutura geral: identificar o artigo (torna-se a referência 1); justificar a sua redação; fornecer evidência (a partir da literatura ou a partir de experiência pessoal); fornecer uma súmula; citar referências. As respostas dos autores devem respeitar as mesmas características. A atualidade das Cartas ao Editor está relacionada com a probabilidade da sua aceitação (submissão até quatro semanas após a publicação do artigo a que se referem).

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Não Seleccionado Revisto pelos Pares

Imagens em Pediatria

As Imagens em Pediatria são um contributo importante para a aprendizagem e prática médica.

Esta seção destina-se à publicação de imagens clínicas, radiológicas, histológicas, cirúrgicas entre outras.

O título não deve ter mais de oito palavras. Os autores devem ser no máximo quatro. As imagens devem ser de alta qualidade e valor educativo.

São permitidas até 4 figuras. As legendas devem ser breves e informativas. Setas ou outros símbolos devem ser incluídos conforme necessário para facilitar a compreensão das imagens. O texto não deve exceder 300 palavras, até cinco referências, e deve incluir uma breve história clínica e dados relevantes do exame físico, testes laboratoriais e progressão clínica, conforme apropriado. Não têm resumo.

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Perspetiva

Este é o tipo de manuscrito é submetido a convite do Conselho Editorial, embora possam ser aceites (e estes assim o incentivam), propostas e submissões. Podem cobrir uma grande diversidade de temas com interesse nos cuidados de saúde, nomeadamente: problemas atuais ou emergentes, controvérsias no âmbito da Pediatria, gestão e política de saúde, educação médica, história da medicina, ligação à sociedade, epidemiologia, entre outros. Um autor que deseje propor um artigo desta categoria deverá remeter previamente por e-mail ao Editor-Chefe o respetivo resumo, indicação dos autores (recomendando-se não mais de três autores) e título do artigo para avaliação. Uma vez aceite a proposta, o artigo final deve conter no máximo 1200 palavras (excluindo as referências e as legendas de ilustrações), duas ilustrações (tabela, figura) e até 10 referências bibliográficas. Não necessita de resumo.

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Não Seleccionado Revisto pelos Pares

Guidelines - Recomendações e Normas de Orientação Clínica

A submissão de consensos e recomendações emanadas por Secções da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP) ou por sociedades afins a esta deverá ser feita pelos respetivos presidentes ou seus representantes, por contacto prévio do Conselho Editorial. A autoria será atribuída à Secção ou Sociedade em causa, devendo constar no final do texto a data da aprovação do documento, os nomes dos autores envolvidos na sua elaboração e respetiva afiliação institucional.

Os guias de prática clínica não devem exceder 4000 palavras, até 6 ilustrações (tabela ou figura) e até 100 referências. Estes trabalhos não necessitam de resumo.

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Não Seleccionado Revisto pelos Pares

Cochrane Corner

Manuscritos que consistem na seleção de uma Cochrane Review recente, particularmente relevante, com o seguinte âmbito: a) destinam-se a apresentar um sumário dos resultados de uma revisão sistemática ou de uma overview de revisões da Cochrane Collaboration, complementado por um comentário original dos autores; b) devem abordar uma revisão sistemática ou uma overview incluída na Cochrane Database of Systematic Reviews e/ou na revista Evidence-Based Child Health: a Cochrane Review Journal, que já tenha sido publicada em versão inicial ou atualizada, esteja “ativa” (não removida) e não seja “vazia” (sem estudos incluídos); c) o tema deve ser de âmbito pediátrico e pelo menos alguns dos estudos incluídos devem ter participantes de idade pediátrica. Este tipo de manuscrito será solicitado por convite da equipa responsável pelo Cochrane Corner, embora possa responder a solicitações externas. A sua estrutura deve incluir um título que inclua “Cochrane Corner:” e menção do tema abordado, Introdução, Resumo da revisão Cochrane (dividido em Objetivo, Métodos, Resultados e Conclusão) e Comentário para contextualização da evidência, eventuais limitações, aplicabilidade e implicações para a prática clínica e investigação. Não devem exceder 1200 palavras (excluindo as referências e as legendas de ilustrações) e pode ser complementado por uma ilustração (tabela, figura). Caso se trate de uma cópia integral de uma figura ou tabela existente na revisão, as devidas autorizações de publicação devem ser asseguradas pelos autores. Duas ilustrações (tabela, figura) e até 10 referências bibliográficas. Não necessita de resumo.

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares
 

Processo de Revisão por Pares

Todos os artigos de investigação, e a maioria das outras tipologias de artigos, publicadas na APP passam por uma revisão por pares. Os revisores são obrigados a respeitar a confidencialidade do processo de revisão pelos pares e não revelar detalhes de um manuscrito ou sua revisão, durante ou após o processo de revisão por pares. Se os revisores desejam envolver um colega no processo de revisão, devem primeiro obter permissão do Editor.

Os critérios de aceitação para todos os trabalhos são a qualidade, clareza e originalidade da investigação e seu significado para nossos leitores. Os manuscritos devem ser escritos em um estilo claro, conciso, direto. O manuscrito não pode ter sido publicado, no todo ou em parte, nem submetido para publicação em outro lugar.

Todos os manuscritos enviados são inicialmente avaliados pelo Editor-Chefe e podem ser rejeitados nesta fase, sem serem enviados para revisores. A aceitação ou rejeição final recai sobre o Editor-Chefe, que se reserva o direito de recusar qualquer material para publicação.

A APP segue uma rigorosa revisão cega por pares. A APP enviará manuscritos para revisores externos selecionados de uma extensa base de dados.

Todos os manuscritos que não cumpram as instruções aos autores podem ser rejeitados antes de serem revistos. A aceitação final é da responsabilidade do Editor-Chefe.

As cartas ao Editor ou Editorais serão avaliadas pelo Conselho Editorial, mas também poderão ser solicitadas revisões externas.

Na avaliação, os manuscritos podem ser:

  • A) Aceite sem alterações
  • B) Aceite, mas dependendo de pequenas revisões
  • C) Reavaliar após grandes alterações
  • D) Rejeitado

Após a receção do manuscrito, se estiver de acordo com as instruções aos autores e cumprir a política editorial, o Editor-Chefe envia o manuscrito para dois revisores.

Dentro de 30 dias, o revisor deve responder ao Editor-Chefe indicando os seus comentários sobre o manuscrito sujeito a revisão e sugestão de aceitação, revisão ou rejeição do trabalho. Dentro de 10 dias, o Conselho Editorial tomará uma decisão que poderá ser: aceitar o manuscrito sem modificações; Enviar os comentários dos revisores aos autores de acordo com o estabelecido; rejeição.

Quando alterações são propostas os autores têm 30 dias (período que pode ser estendido a pedido dos autores) para apresentar uma nova versão revista do manuscrito, incorporando os comentários dos revisores e do conselho editorial. Têm de responder a todas as perguntas e enviar também uma versão revista do manuscrito, com as emendas inseridas destacadas com uma cor diferente.

O Editor-Chefe tem 10 dias para tomar a decisão sobre a nova versão: rejeitar ou aceitar a nova versão, ou encaminhá-la para uma nova apreciação por um ou mais revisores.

Em caso de aceitação, em qualquer das fases anteriores, a mesma será comunicada ao Autor Correspondente.

Na revisão de prova não serão aceites alterações substantivas ao manuscrito. A inclusão dessas mudanças pode motivar a rejeição do manuscrito por decisão do Editor-Chefe.

Na fase de revisão de provas tipográficas, alterações de fundo aos artigos não serão aceites e poderão implicar a sua rejeição posterior por decisão do Editor-Chefe.

Apesar de os editores e revisores desenvolverem esforços para assegurar a qualidade técnica e científica dos manuscritos, a responsabilidade final do conteúdo (nomeadamente o rigor e a precisão das observações, assim como as opiniões expressas) é da exclusiva responsabilidade dos autores.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Bases de dados bibliográficos/Repositórios

A APP está /indexada/listada em:

  • Free Medical Journals
  • Index de Revistas Médicas Portuguesas
  • Latindex
  • RCAAP Repositório de Acesso Aberto em Portugal
  • Socolar
  • Directório Luso-Brasileiro
  • SherpaRomeo