Hepatite B em Adolescente com IgM anti-HBc Positivo: Reativação de Infeção Crónica ou Falência Vacinal?

Rosa Martins, Sofia Ferrito, Bruno Sanches, Maria G. Ferreira

Resumo


A infeção pelo vírus da hepatite B está associada a importante morbilidade e mortalidade, representando um problema de saúde pública mundial. Os autores apresentam o caso clínico de uma adolescente com o esquema vacinal completo aos 11 anos, que apresentou astenia, anorexia e tonturas, aumento das transaminases e serologia compatível com hepatite B replicativa.

A presença de imunoglobulina M anti-HBc, marcador de infeção aguda por excelência, levantou a possibilidade de se tratar de um caso de hepatite B aguda por falência vacinal. No entanto, a mãe apresentava imunoglobulina G anti-HBc positivo, sugerindo uma possível transmissão vertical, não podendo excluir-se uma reativação que se apresenta como uma hepatite B aguda. Este caso representou um desafio, pois a presença de imunoglobulina M anti-HBc nem sempre permite a distinção entre infeção aguda e crónica, o que é relevante uma vez que tem implicações no prognóstico e seguimento do doente.


Palavras-chave


Adolescente; Anticorpos Anti-Hepatite B; Hepatite B/prevenção & controlo; Hepatite B Crónica; Imuglobulina M/análise; Vacinas contra Hepatite B; Vírus da Hepatite B

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

Licença Creative Commons Desde 2011, todo o conteúdo (excepto onde indicado) está licenciado sob uma Licença Creative Commons 3.0.