Infeção Tardia por Streptococcus do Grupo B: Uma Manifestação em Espelho em Gémeos Heterozigóticos

Sofia Rodrigues Almeida, Rita Espírito Santo, Margarida Chaves, Mafalda Martins, Manuel Sousa Cunha

Resumo


A infeção tardia por Streptococcus do grupo B ocorre entre os 7-90 dias de vida e pode afetar crianças sem antecedentes relevantes.

A adenite é uma forma de apresentação rara, podendo ser o único sinal de bacteriemia. Descreve-se o caso de dois lactentes gémeos heterozigóticos, com pesquisa de Streptococcus do grupo B negativa na gestação e parto por cesariana eletiva.

Aos 55 dias de vida o primeiro gémeo foi internado por febre, irritabilidade e recusa alimentar, detetando-se uma tumefação cervical direita, dolorosa à palpação. Dois dias depois, o segundo gémeo iniciou quadro de febre e irritabilidade marcada, com tumefação cervical à esquerda, motivando também internamento. Em ambos os casos ocorreu isolamento de Streptococcus do grupo B na hemocultura, sensível à penicilina. Cumpriram antibioterapia intravenosa durante 10 dias, com boa evolução clínica e resolução completa do quadro. O grau de suspeição e a terapêutica instituída precocemente foram fundamentais para o bom prognóstico destes casos.


Palavras-chave


Doenças em Gemeos; Heterozigoto; Infecções Estreptocócicas; Lactente; Linfadenite; Streptococcus agalactiae

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

Licença Creative Commons Desde 2011, todo o conteúdo (excepto onde indicado) está licenciado sob uma Licença Creative Commons 3.0.