Celulite Inguinal Como Manifestação de Infeção Tardia por Streptococcus do Grupo B

Joana Ferreira, Marta Alves, Marta Santalha, Cristina Ferreira

Resumo


O Streptococcus do grupo B é considerado um dos principais agentes de infeção perinatal, tanto precoce como tardia, e pode ser responsável por um amplo espetro de doença sistémica ou localizada. Apresenta-se o caso clínico de uma lactente com 4 semanas de idade, previamente saudável, com celulite de localização inguinal associada a bacteriemia por Streptococcus do grupo B e discutem-se a apresentação clínica, as alterações nos exames complementares de diagnóstico e a evolução desta entidade clínica, com base numa revisão da literatura. O caso apresentado destaca a celulite como uma forma de apresentação rara de infeção tardia por Streptococcus do grupo B, demonstrando que pode ser o único marcador de doença invasiva em crianças saudáveis.

Palavras-chave


Canal Inguinal; Celulite; Infeções Estreptocócicas; Lactente; Streptococcus agalactiae; Transtornos de Início Tardio

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

Licença Creative Commons Desde 2011, todo o conteúdo (excepto onde indicado) está licenciado sob uma Licença Creative Commons 3.0.