Queimaduras Químicas: Novos Materiais e Diferentes Estratégias de Abordagem

Diana Soares, Helena Santos, Marina Amaral, Andreia Ribeiro, Márcia Cordeiro

Resumo


A cola cosmética para unhas tem como principal constituinte o cianoacrilato.

A queimadura química por cola de unhas é rara e comporta-se de forma diferente das restantes queimaduras, sendo favorecida pela presença de têxteis e água fria no local. Apresenta-se o caso clínico de uma criança de 24 meses com queimadura resultante de cola para unhas na face interna da coxa. Foi submetida a desbridamento cirúrgico da lesão e enxerto cutâneo, verificando-se uma evolução favorável. A história e preocupação da cuidadora eram coerentes com o tipo de queimadura por cola de cianoacrilato mas, pela presença de fatores de risco sociais, foi encaminhada para a consulta de pediatria social. A raridade e a aparente dissociação entre o acidente descrito e o aspeto e gravidade da lesão podem fazer questionar o caráter acidental da mesma. Os autores pretendem relembrar o cianoacrilato como uma causa rara de queimadura e salientam a importância da abordagem inicial diferente das restantes queimaduras


Palavras-chave


Acidentes Domésticos; Cianoacrilatos/efeitos adversos; Criança Pré-Escolar; Queimaduras Químicas

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

Licença Creative Commons Desde 2011, todo o conteúdo (excepto onde indicado) está licenciado sob uma Licença Creative Commons 3.0.