Tosse: Uma Preocupação? Perspetiva dos Pais

  • Marta Martins Hospital Garcia de Orta
  • Maria Filomena Cardosa Hospital Garcia de Orta
  • Marta Almeida Hospital Garcia de Orta
  • Rita Marques Hospital Garcia de Orta
  • Filipa Nunes Hospital Garcia de Orta
  • Margarida Pinto Hospital Garcia de Orta
  • Manuela Braga Hospital Garcia de Orta

Abstract

Introdução: A tosse é um dos sintomas mais comuns em idade pediátrica. O recurso a fármacos é frequente, apesar da sua eficácia e segurança não estarem comprovadas. O objetivo deste estudo foi compreender a perspetiva que os cuidadores têm da tosse e descrever as medidas terapêuticas mais utilizadas.

Métodos: Estudo transversal e observacional, que decorreu de fevereiro a abril de 2016, através da aplicação de um questionário a uma amostra de cuidadores de crianças admitidas na urgência pediátrica de um hospital de nível II.

Resultados: Foram recolhidas 220 respostas. Quase todos os participantes eram pais (94%), do sexo feminino (82%), com idade média de 37 anos. Dois terços tinham o ensino secundário ou ensino superior. A maioria dos cuidadores (63%) considerou a tosse um mecanismo de defesa, embora tenham admitido ficar muito preocupados quando o seu filho tosse (56%). Mais de metade dos cuidadores (56%) admitiu ter administrado fármacos para a tosse no último Inverno, dos quais 62% foram prescritos por um médico. A utilização de fármacos foi maior nos pais com menor grau de instrução. A maioria dos pais considerou terem sido eficazes (72%) e apenas um terço os considerou como potencialmente perigosos.

Discussão: Este estudo sugere que a tosse é um sintoma ainda mal compreendido pelos pais, levando a uma utilização frequente de fármacos. Verificou-se igualmente uma elevada prescrição médica. Destaca-se a importância da formação dos profissionais de saúde e dos pais para uma melhor abordagem da tosse na criança.

Published
2018-04-20
Section
Original articles