Comportamentos de risco e excesso de peso na adolescência. Revisão da literatura

  • Marta Freitas Rosa
  • Sónia Gonçalves
  • Henedina Antunes

Abstract

A adolescência é uma fase de maior vulnerabilidade para o envolvimento em comportamentos de risco. Paralelamente, o excesso de peso pode apresentar implicações pessoais e interpessoais que podem pôr em causa o bem-estar psicológico dos adolescentes e potenciar o envolvimento em comportamentos de risco.

Objectivo: Analisar estudos sobre comportamentos de risco (ferimentos auto-infligidos e consumo de substâncias) num contexto de obesidade ou sobrepeso na adolescência, observando o papel que certas variáveis psicossociais podem ter na sua moderação.

Métodos: Pesquisa de livros e em bases de dados de artigos científicos sobre o tema.

Resultados: Os resultados das investigações que procuram associações entre o excesso de peso na adolescência e o envolvimento em ferimentos auto-infligidos e/ou consumo de substâncias são pouco consistentes. Alguns estudos mostram que os adolescentes obesos apresentam mais comportamentos de risco, ao passo que outros mostram que o excesso de peso e a obesidade nos jovens parecem estar associados a uma frequência menor ou similar destes comportamentos, comparativamente com os seus pares de peso saudável. Existem evidências de que a regulação emocional, a participação em actividades sociais e o suporte social proporcionado pelos pares e família, podem moderar esses comportamentos de risco, nos adolescentes com excesso de peso.

Conclusão: O excesso de peso não é necessariamente um factor de risco para os adolescentes apresentarem mais ferimentos auto-infligidos ou padrões de consumo de álcool e tabaco mais problemáticos, podendo existir, no entanto, factores psicossociais que tornam os adolescentes com excesso de peso mais vulneráveis a este tipo de comportamentos.

Downloads

Download data is not yet available.
Section
Review articles